Torre Alfândega

Sudeste, Brasil
2012 | (em desenvolvimento)

A cena urbana carioca tem sua máxima solidificação nas ruas do tradicional centro da cidade. As edificações são em sua imensa maioria tombados, guardando em sua arquitetura uma enorme bagagem histórica do Rio de Janeiro. O grande desafio deste projeto se dá justamente pela introdução de um elemento contemporâneo e sóbrio neste ambiente tão rico, porém com grande confusão gerada pela sobreposição de planos urbanos, em sucessivas alterações descuidadas e obscuras. O trabalho de trata de uma costura urbana numa atmosfera ambígua, mas com uma iminente e poderosa identidade a ser resgatada.

A proposta consiste basicamente na inserção de um edifício comercial com varejo sobre uma quadra erguida com um casario histórico. Por isso, a preservação desta arquitetura existente é diretriz. O projeto prevê, então, esta preservação e a restauração dos edifícios existentes com o remembramento dos lotes num único elemento formando a fachada do complexo, percebida na escala do pedestre, onde o varejo é inserido. A verticalização do elemento contemporâneo, mais sóbrio, é desenvolvida no interior da quadra para a suavização desta duplicidade, estabelecendo uma relação arquitetônica diplomática e uma percepção dinâmica para a cidade.  É a requalificação do espaço afirmando a possibilidade de coexistência destes diferentes universos num ambiente vivo.